Andaluzia 2016 – Dias 7 & 8: Jerez » Mértola » Lisboa

Dia 7:

Saímos de Jerez de regresso a Portugal e de volta ao imenso calor! A ideia era mais voltar mais rápido com menos passeio, mas rapidamente desistimos da AE com portagem (demasiado cara) em direcção a Sevilha, onde fizemos uma passagem rápida, para trincar qualquer coisa, de novo debaixo de 35ºC. Voltámos à estrada rumo à fronteira, a sul por Huelva, e fizemos um abastecimento antes de entrar em Portugal (como sabem a gasolina é muito mais barata, 1.18€ a 95 Efitec). Já prontinhos, voltámos ao nosso país com direcção a Mértola (arredores) para a última paragem da nossa Andaluzia Roadtrip, procurando paz, sossego e descanso, turismo rural num monte alentejano, uma bela vista, piscina e muito calor. A partir daqui voltámos a ser um duo (de motas, claro), após breve paragem a Crosstourer seguiu viagem para Lisboa.

Além das condições do alojamento rapidamente saltaram à vista os vários estradões de terra batida circundantes e não tardou até as V-Strom estarem descarregadas e de suspensão ajustada, prontas a comer alguma terra 😀

Com direito a um pequeno vídeo:

 

Cansados, depois de uma piscina, algum offroad e um banho, seguimos para jantar em Mertóla, matar saudades da comida, do pão, da cerveja, do vinho e do café Portugueses, já se sabe, tapear é óptimo, mas o que temos por cá é difícil de bater.

20160611_21453501.jpg.jpg

Hora de descansar!

Dia 8:

De saída para voltar a Lisboa, parecia que o dia mais quente estava guardado para o Alentejo. Ou pelo menos lá perto. A viagem final custou bastante, de Mértola seguimos em direcção a Vendas Novas para uma bifana e mal acabámos de comer não víamos a hora de chegar a casa. Sempre por estradas nacionais até à Pte. Vasco da Gama, ao cruzar a ponte batemos nos 1900km de viagem com uma vista fantástica sobre Lisboa, sobre imenso vento e com aquela sensação de aventura quase terminada, em pulgas para chegar a casa, tirar o equipamento e descansar…ou não descansar, tomar banho e voltar a sair rumo a algum  arraial dos santos. Foi o que aconteceu. Perto da meia noite, já em casa, a cama parecia uma miragem e agora sim, tinha terminado por completo a aventura…

 

Ansiosos pela próxima, haverá um resumo de viagem, feito a seu tempo 🙂

Cumprimentos a todos e boas curvas!

 

Deixe uma resposta