Eskimós 2017 – 3 dias de aventura

A edição 2017 dos Eskimós foi re-alocada no parque de campismo/praia fluvial de Valhelhas, por questões de segurança que não podiam ser proporcionadas no Vale do Rossim como explicou a organização num comunicado. Contou com um total de 220 corajosos participantes -entre eles alguns estrangeiros e até um Norueguês que foi à Irlanda buscar um amigo e juntos rumaram a Valhelhas!

Este ano não houve tanto frio mas as condições climatéricas foram bem adversas (mas é destas experiências que ficam histórias para contar não é?).

Aqui fica a nossa experiência: Saímos de Lisboa com previsões de mau tempo e muita chuva para o fim de semana, mas apenas choveu durante metade da viagem…e toda a noite de sexta para sábado 🙂

Pit-stop a meio da viagem

Ao chegar aos Eskimós rapidamente temos jantar servido, fogueira e companhia, assim como ajuda para montar o “acampamento”, com dois novos amigos (abraço Veiga e Vítor!), depois de um tempo a subir a ombros, árvores e a esticar cordas e lona, estamos instalados. É este o espírito dos Eskimós! Juntaram-se mais uns vizinhos e depois da cavaqueira está feita a noite!

Sábado fomos brindados com um dia de muito pouca chuva, serviu para conhecer pessoas novas, dar uma volta, ver a praia fluvial, conviver! Re-ajustar o acampamento e fazer uns upgrades, andar de fogueira em fogueira com o “compressor”, re-abastecer o stock de enchidos, queijo e minis além de inventar um “frigorífico” 😀 No final do dia acabámos por ser cerca de 13 pessoas juntas, num muito bom ambiente, em roda da fogueira.

Maior parte do grupo!

Mais tarde piorou o tempo, trouxe muita chuva e vento, o qual nos direccionava bastante fumo da fogueira, fomos dormir verdadeiramente fumados 😀 A madrugada contou com um enorme temporal, com ventos de 70Km/h e muita chuva, as tendas resistiram bem estacadas, mas uma árvore caiu e acertou num telheiro, falhando por pouco (e com muita sorte!) quem lá tinha a tenda montada por baixo, mas que rapidamente mudaram de local.

Árvore caída

A manhã de domingo foi dia de desmontar e arrumar, com pouca chuva,  depois da sandes do pequeno almoço abandonámos o recinto dos Eskimós e seguimos em direção à Torre. A bela estrada de Manteigas até ao posto de limpa neves, passando pelo Covão da Ametade, estava fantástica e cheia de neve, e foi nessa passagem que começou a nevar, tornando o cenário conjugado com a viagem de mota num momento único.

N232 – Covão da Ametade ao fundo

Com a estrada cortada em direcção à Torre a partir do posto de limpa neves, descemos em direcção à Covilhã, seguindo depois para a Sertã e N2. Tivemos direito a um belo resto de dia de sol, boas curvas e excelentes vistas – incluindo a do almoço, no pequeno Miradouro da Sarnadela – que ainda deu tempo para uma pequena escapadela offroad beira-rio em Montargil!

Miradouro da Sarnadela

Mais uma vez obrigado à Rod’aventura por nos ajudar a manter quentes com os excelentes gorros Buff!

O nosso primeiro apoio oficial

Foi esta a nossa muito boa experiência nos Eskimós 2017, será um até para o ano e fiquem com a galeria completa do fim de semana:

One thought on “Eskimós 2017 – 3 dias de aventura

  1. Boas Companheiros!!!

    Seguidores, read my lips…
    Este Trio (Arnaldo, Gonçalo e Smoke “Ochôa” Magnet), é capaz de fazer inveja até ao mítico Trio Odemira 😉

    Excelente partilha… nada mais há a acrescentar, todos os pormenores foram tidos em conta e devo confessar que, apesar de volvidos somente dois dias da N. aventura, já bateu aqui no fundo uma pequena sensação de nostalgia. Sorte de quem acompanha os V. RoadTrips pelas redes sociais, ficam certamente deveras elucidados e quiçá, com vontade de participar num próximo 🙂

    Resta-me agradecer todo o companheirismo demonstrado nesses três dias e por me terem feito relembrar do que é feito verdadeiramente o espírito humano.

    Até uma próxima, espero que muito breve… e boas curvas!!!

    Abraços,
    Veiga

Deixar uma resposta